Data : 24/09/2014

Dados sujeitos a alteração sem aviso prévio.

O conteúdo deste material on-line não expressa, necessariamente, a nossa opinião.

Reportar erro

A PEDIDO DO PAPA

Vaticano determina prisão de ex-arcebispo acusado de pedofilia
A prisão do ex-arcebispo Jozef Wesolowski seguiu a vontade expressa do Papa, segundo comunicado da Santa Sé

Da redação, com News.va

nuncio

 

O Vaticano determinou a prisão domiciliar do ex-arcebispo, Jozef Wesolowski, nesta terça-feira, 23, a pedido do Papa Francisco. Wesolowski é acusado pelo crime de abuso sexual contra crianças na República Dominicana, onde exercia a função de Núncio Apostólico.

“A iniciativa tomada pelos órgãos judiciais do Estado segue a vontade expressa do Papa, para que um caso tão sério e delicado seja abordado, sem demora, com a justiça e o rigor necessários, com assunção plena de responsabilidade das instituições que fazem parte da Santa Sé”, informou o porta-voz do Vaticano, padre Federico Lombardi, por meio de comunicado.

Ainda segundo o texto, a gravidade das acusações levou o investigador do Vaticano a uma medida restritiva que, à luz da situação de saúde do acusado – como evidenciado por documentação médica, junto a suas limitações relacionadas – consistiu na prisão domiciliar, nas dependências da Cidade do Vaticano.

O ex-arcebispo foi excluído, pela Congregação para a Doutrina da Fé, ainda neste ano, do estado clerical e reduzido ao estado de leigo.

Wesolowski, de 66 anos, foi Núncio Apostólico na República Dominicana entre 2008 e 2013. Ele foi chamado de volta a Roma pelo Papa Francisco em agosto do ano passado, quando surgiram as primeiras denúncias. No Vaticano, foi submetido ao primeiro julgamento canônico e, em seguida, ao julgamento criminal.

Fonte: http://noticias.cancaonova.com/