Data : 03/10/2014

Dados sujeitos a alteração sem aviso prévio.

O conteúdo deste material on-line não expressa, necessariamente, a nossa opinião.

Reportar erro

AUDIÊNCIA NO VATICANO

Papa recorda drama dos cristãos perseguidos no Oriente Médio.
papavat

No encontro com Patriarca da Igreja Assiria do Oriente, Francisco falou do sofrimento em virtude da guerra e da situação de cristãos e minorias religiosas

Jéssica Marçal
Da Redação

O drama vivido pelos cristãos no Oriente Médio foi recordado pelo Papa Francisco, nesta quinta-feira, 2, na audiência com o Catholicos Patriarca da Igreja Assíria do Oriente, Mar Dinkha IV.

Francisco destacou o sofrimento partilhado por ambas as partes em decorrência das guerras que atingem o Oriente Médio. Ele mencionou a violência contra os cristãos e as minorias religiosas, em especial no Iraque e na Síria.

“Não há razões religiosas, políticas ou econômicas que possam justificar isso que está acontecendo com centenas de milhares de homens, mulheres e crianças inocentes”, disse.

Leia também
.: Francisco abre reunião sobre crise no Oriente Médio

Esse encontro com Mar Dinkha IV é, segundo o Papa, um passo a mais no caminho de crescente proximidade e comunhão espiritual entre a Igreja Católica e a Igreja Assíria do Oriente. Francisco citou a Declaração Cristológica escrita pelo Patriarca e por João Paulo II, que foi um marco no caminho rumo à plena comunhão.

“Desejo assegurar-lhe o meu empenho pessoal em continuar a caminhar ao longo deste caminho, aprofundando as relações de amizade e de comunhão que existem entre a Igreja, Roma e a Igreja Assíria do Oriente”.

vat

O Papa também disse acompanhar o trabalho da Comissão mista para o diálogo teológico entre as duas Igrejas. Ele destacou que aquilo que as une é muito maior que aquilo que as separa.

“Por esse motivo, sintamo-nos impelidos pelo Espírito a trocar, desde agora, os tesouros espirituais das nossas tradições eclesiais para viver como verdadeiros irmãos, partilhando os dons que o Senhor não cessa de dar às nossas Igrejas, como sinal da sua bondade e misericórdia”.

A crise no Oriente Médio é pauta do encontro que começa hoje, no Vaticano, e termina no sábado, 4, reunindo núncios apostólicos da região.

Fonte: http://papa.cancaonova.com/